Relatos

Nascimento da Valentina - Cateline Apolinário Camargo e Marcelo J. Telles de Camargo

Que delícia poder relembrar o dia mais lindo da minha vida, compartilhar ele me faz muito bem, pois desses meus 27 anos de idade eu nunca tinha vivido algo parecido.

Minha gestação foi muito tranquila, mas no final dela foi muito cansativo pois no dia 1° de maio eu mudei para minha casa, rolou muito estresse pois alguns detalhes na nossa construção não dando certo, ai atrasou a entrega, a Valentina estava prevista para dia 20/05/16. Ai, pense em nosso desespero dela resolver nascer antes, e nada no seu devido lugar, foi algumas semanas bem difícil, mas como Deus e perfeito mudamos bem antes dela vir ao mundo.

Chegou o dia previsto e nada dela dar sinal, bom já que não nasce resolvi fazer meu Chá de fraldas.Pois é minha gente, mexer com construção e tão cansativo que não estava afim de fazer era nada, mas ai deu a louca e resolvi fazer na semana que ela nasceria, marquei com algumas amigas e comecei os preparativos. Mas para minha alegria no dia comecei a ter as contrações? ebaaaaaaa mandei mensagem para todo mundo desmarcando, e ainda coloquei é hojeeeee, rs que nada, foi alarme falso, e assim foi uma semana com essas contrações que eram apenas de treinamentos(ou de Braxton hicks).

No dia 21 tive que ir para maternidade pois estava com muita dor, chegando lá um médico muitoooo mal humorado me atendeu, me fez um exame de toque, álias fez o descolamento da minha bolsa, super desnecessário onde minha dor piorou sangrei muito e tive uma dor que juro não senti essa dor nem na hora ativa do parto.

Ele pediu para ficar de observação lógico, após esse procedimento desnecessário achou que de fato iria entrar em trabalho de parto, passei a noite inteira naquela maternidade sem descansar, no dia seguinte tive alta e voltei para casa, fiquei o dia inteiro no meu quarto chorando, pensando naquele descaso do médico, passei os 9 meses sem medo de parir após passar com ele meus medos apareceram , pensei no quanto que queria que nosso dia fosse lindo, já que tratava do nascimento de um ser tão lindo.

Foi ai que meus medos foram piorando pois passava os dias e ela não nascia, a família botando pressão, como se eu pudesse fazer algo, todos me julgando pois queria parto normal e todos dizendo que tinha quer ser Cesária, eh pois ai tiravam a Valentina de dentro de mim e todos seriam felizes, mas ninguém respeitava que a decisão era minha em querer esperar ela nascer no tempo dela.Enfim, foi 1 semana de terror!

Foi ai que resolvi na terça feira mandar mensagem no grupo da Samara doula, linda que fez o final dessa história se tornar um final feliz.

Expliquei a situação, meus medos e receios ela percebeu o quanto estava nervosa e me ofereceu seu serviço por um dia, pois é minha gente se eu pudesse teria contratado desde o início da minha gestação, pois o serviço dessa excelente profissional faz toda diferença.

Combinamos no dia 25/05 as 14 hrs para ela vir em casa para passar alguns exercícios que iriam me ajudar no dia, só que foi nessa hora que Deus agiu de uma forma tão linda que no dia 25/05 as 5:18 começou o verdadeiro trabalho de parto, levantei e fui andar pela casa nem avisei meu marido naquele instante, tadinho ele estava cansado de alarmes falsos, e assim foi as dores bem espaçadas, e aquela certeza É HOJE, resolvi limpar minha cozinha, organizar a casa e cozinhar um feijãozinho bem gostoso, hahahaha aquela vontade louca de comer uma comida bem gostosa, meu marido levantou e contei pra ele, mas ai tinham ido embora as contrações, pedi que ele fosse trabalhar pois qualquer coisa ligaria.

Bom fiz tudo isso, almocei bem gostoso e logo a Samara chegou, fui abrir o portão pra bonita, e adivinhaaa as contrações voltaram bem ali mesmo no portão, e bem mais fortes. Entramos, ela me ensinou a respirar corretamente e foi fazer o chá de bruxa...rs fez o escalda pés rolou até massagem e que massagem.

Logo após fomos para um passeio no quarteirão, ter as contrações na rua não foi legal, mas ouvir os barulhos dos pássaros e olhar para esse verde lindo que tem no meu bairro foi essencial, foi apenas 1 voltinha e já pedi arrego, entramos, liguei para meu marido vir embora pois no meu interior estava dizendo que estava perto nosso tão esperado momento.

Fomos para o chuveiro e ali relaxei total, já estava em êxtase gente, a dor estava demais, já estava cansada com FOME, e a Samara precisava ir embora, esperou meu marido chegar e se foi ? ai os nervos bateu, e o medo de chegar na maternidade e não ter dilatado nada, meu marido ficou contando o tempo no relógio, as contrações já estavam de 3 em 3 minutos, foi ai que ele me disse vamos!!! Eu pedindo pra esperar e ele não!!! daqui a pouco nasce em casa no banheiro ? . rs
Fomos, saímos de casa 18:45 chegamos as 19:00 e um médico muito atencioso estava de plantão, graças a Deus, fomos fazer o exame de toque, e ai para nossa alegria 9 dedos de dilatação, mais um pouco iria parir no banheiro da minha casa ou no caminho rs

Ele já me internou e ali foram minutos e segundos mais esperado em toda minha vida, fui para uma sala minha bolsa estourou na cama e logo pedi que chamasse meu marido, foram 30 minutos no expulsivo, era agachamento muito agachamento e nada dela descer, também estava fazendo força errado, a enfermeira me ajudou a fazer o correto, e não demorou muito senti ela descendo e encaixando a cabecinha pra sair, disse a enfermeira que logo já me levou para sala de parto.

Neste instante minhas contrações pararam, a enfermeira Obstetra até me deixou sentir o cabelinho da minha princesa, perguntou se podia aplicar ocitocina para voltar as contrações no que eu disse sim, a contração voltou e só bastou um grito ela nasceu e veio aos meus braços e ao ouvir a voz da mamãe e do papai parou de chorar e logo após já veio aos meus seios para receber seu primeiro carinho, afeto e alimento.

Primeiramente quero voltar agradecer a Deus por ter me dado força, sabedoria, e muito mais, ter colocado pessoas do bem para cuidar deste dia tão especial, a minha mãezinha Nossa Senhora que intercedeu por mim, a minha linda doula Samara Barth, onde a presença dela foi importantíssima para que tudo tivesse esse final feliz, a cada palavra dita a mim, a cada abraço, a sua mão segurando a minha nos meus momentos de dores, a cada sorriso tirado de mim, e o melhor fazer eu acreditar em mim mesma, Sá você foi além de uma doula, foi mãe, irmã, amiga.

A enfermeira obstetra Karen que foi linda respeitou todo meu plano de parto, foi atenciosa comigo e meu marido, também ao meu médico obstetra Dr° Robin que foi maravilhoso em toda minhas consultas e também estava de plantão e teve que intervir por um probleminha no final, até nisso Deus foi perfeito.

E lógico ao meu marido que esteve ao meu lado a todo instante, me apoiando ajudando, ele foi demais jurava que ele não aguentaria ver toda aquela cena, ah mas como sempre me surpreendendo foi fortíssimo, até massagem fez. Rs

Aos familiares que mesmo botando pressão contando histórias horríveis, esteve ao meu lado se preocupando, pois se que não era por mal e sim por preocupação, porém na próxima dêem uma seguradinha nas boquinhas, pois se não irão ficar sabendo novamente só quando nascer.Foi melhor assim, ninguém soube das minhas loucuras, pois se soubessem fariam eu ir no primeiro instante à maternidade.

E assim foi o nascimento da minha princesa, ela veio dar luz aos meus dias e mostrar o verdadeiro amor, amor que vem do céu! Te Amoooo minha filha linda.

Relatos

O depoimento de um pai historiador

Hospitalar

Minha experiência gestacional e de parto: o depoimento de um pai historiador. A minha esposa (Érica Ramos gatíssima e lindona) e...

Nascimento do Otto - Larissa Pereira e Juliano Baltazar e Nina Baltazar

Domiciliar

A chegada de Otto Pela segunda vez, meu marido Juliano e eu estávamos prestes a vivenciar um dos momentos mais lindos...